Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M A M A M I A

__________Liliana Azevedo | 27 anos | Assistente de Bordo | Mãe de primeira viagem de uma linda babygirl chamada Mia __________ Blog de Maternidade e Lifestyle | Dúvidas | Escolhas | Opiniões | Partilha

M A M A M I A

__________Liliana Azevedo | 27 anos | Assistente de Bordo | Mãe de primeira viagem de uma linda babygirl chamada Mia __________ Blog de Maternidade e Lifestyle | Dúvidas | Escolhas | Opiniões | Partilha

15.08.20

Duos, Trios e Dores de Cabeça


carrinho.jfif

Quando sabemos que estamos grávidas uma das grandes aquisições é o carrinho que o pai do nosso bebé vai usar para fazer rally.
Tal como no mundo automóvel, quando entramos numa loja de carrinhos os nossos olhos vão para a versão turbo, GTline, com vidros fumados e teto de abrir. Contudo, sabemos que os Porsches não são para a carteira de todos. 
Preços à parte, o que é que realmente importa quando escolhemos um carrinho?
Mãe de primeira viagem: "Tem que ser bonito"
Mãe de segunda viagem: " Tem que ser leve"
Mãe de terceira viagem: " Tem que caber no cantinho que sobra da mala do carro"

A verdade é que dois meses depois de começar a usar aquilo que me custou um subsídio de férias, interessa-me tudo menos a estética. Na minha opinião, o meu carrinho podia ser mais leve, ocupar menos espaço e ser mais resistente nesta linda calçada portuguesa. Em compensação é super fácil de fechar e não precisa de peças extra para encaixar o ovo e a alcofa.

Ah sim, estas duas peças são outras que tiram o sono a qualquer mãe indecisa.

A nossa cadeira Auto A.K.A. o Ovinho é Autofix. Na minha opinião, se é para ter alguma coisa que seja Isofix. Com o sistema Autofix, a cadeira tem uma base de apoio em que encaixa facilmente, mas continuo a ter que me enfiar dentro do carro para colocar o cinto num buraquinho que às escuras nunca se encontra. Outra coisa que me arrependo é não ter a possibilidade de girar a cadeira na minha direção, porque cada vez que tenho que a tirar do carro, sinto que estou a fazer uma audição para o cirque du soleil. 

E a bendita alcofa que toda a gente tem e nunca ninguém usa?
Quando vamos comprar o carrinho, as meninas prestáveis da loja dizem que não é saudável o bebé dormir longos períodos de tempo na cadeira Auto, sendo a Alcofa a melhor opção para passeios grandes. Quando alguém nos diz que algo é melhor para o nosso bebé, nós, mães, desligamos o aparelho auditivo e dizemos: Eu quero! Mas depois quando chegamos à prática nem tudo funciona como pensamos. Eu tenho uma carrinha. E comprei este carro com rabo grande já a pensar em carrinhos e bicicletas futuros. Mas a verdade é que depois de colocar na mala o carrinho e a alcofa tenho que escolher se levo embora a criança ou as compras. 
Foi então um desperdício comprar a alcofa?
Bem, na verdade também encontrei vantagens nesta cesta premium. Sempre que vamos almoçar a casa dos avós dá imenso jeito ter um bercinho com rodinhas para andar connosco. Ou quando deixamos a bebé em casa da Madrinha sabemos que ela tem um sítio seguro para a pôr a dormir. Conheço ainda pessoas que usam a alcofa em casa, para ter a bebé por perto na sala por exemplo.

Assim sendo, a todas as futuras mamãs, marquem um dia na vossa agenda, preparem os rissóis e os panados e façam uma excursão por várias lojas de bebés para conhecerem as opções e as coisas novas do mercado.

E vocês mamãs? O que escolheram? Compravam o mesmo hoje?

2 comentários

Comentar post